Made in Japan

A tragédia que atingiu o Japão ocorreu há algum tempo e só agora sinto-me ‘confortável’ para escrever a respeito.

Na trágica 6a feira, ao ler pelo Twitter as primeiras notícias, entrei em choque, uma sensação muito surreal, como se estivesse assistindo a um filme. Como se a onda dos filmes de desastres naturais estivesse novamente em voga.

Mas era real, e todos os meios de comunicação não deixavam eu me enganar…

O baque maior foi que a área mais atingida é a província dos meus avós maternos – Miyagi-ken, e a cidade onde vivi por 5 meses – Sendai.

Minhas memórias de lá sempre foram uma das melhores da minha vida, e era (e ainda é) impossível pensar que a revolta da natureza tenha atingido aquela região…

Nos dias seguintes parei de ler a respeito e de ver os vídeos, era sofrido demais, andei chorosa por uns 2 dias…

Talvez tenha sido um modo de não querer acreditar que tudo aquilo estivesse acontecendo. E as notícias de terremoto não paravam de pipocar no Twitter nos dias posteriores…

Ainda quero continuar a acreditar que a cidade está do jeito do post que fiz sobre Sendai…

Para piorar, disparei emails para todos os conhecidos no Japão e principalmente para os amados amigos em Sendai.

As respostas só começaram a aparecer alguns dias atrás…

Após minha querida professora de japonês avisar que ela e família estavam bem, fiz ela  ligar para outra professora para ter notícias do pessoal da TV onde estagiei, pois seu marido trabalha na matriz da TBC de Tóquio. Ela afirmou que toda a equipe está bem.

Ufa! Sensação de alívio… Minha vontade era de pegar um avião e ir pessoalmente atrás de todos para saber se estão bem…

O Japão e seu povo já se recuperou da guerra, e não tenho dúvidas de que irá fazer o mesmo agora.

Noção de coletivismo é algo que eles têm, aprendem desde pequenos, e que falta à nós, brasileiros…

Não é porque sou descendente que digo isso e considero que mereçam respeito, mas é porque comparado ao Brasil, que não tem este tipo de acidentes naturais, se algo semelhante acontecesse, mesmo em proporções menores (claro que não é o que desejo), acho que estaríamos numa terra de zumbis, perdidos, sem saber o que e como fazer, como reconstruir e retomar nossas vidas… Não do modo tão organizado e ágil como anda sendo feito na terra do sol nascente…

Sei que é piegas, mas serve de lição e aviso para todos nós tomarmos tenência.


Anúncios

Uma resposta para “Made in Japan

  1. Oi Mari.
    Um beijo e um abraço carinhoso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s