Santiago do Chile! Quinto (e último) dia

Este foi praticamente o último dia de viagem, já que no dia seguinte o voo saiu às 8 da madruga.

O dia foi mais relax, deixei para fazer as últimas compras e os passeios menos obrigatórios, quero dizer, teve 1 que foi muuuito ‘must do’.

O primeiro local foi Parque das esculturas, que fica na margem do rio Mapocho.

Ele não é muito grande, é uma visita que pode ser feita ‘rapidamente’.

É legal, mas se estiver sem tempo, pode pular, a não ser que seja fissurado por este tipo de arte.

De lá fui (finalmente) para La Chascona. Eles pedem para mandar email para reservar, pois lá as visitas só ocorrem com guia (em espanhol ou inglês) e em grupo (máximo de 10 pessoas). Tinha mandado email na 2a, mas até 4a à noite não tive resposta (5a e 6a o albergue ficou sem internet), e fui na louca. Havia vaga para dali 1 hora, não queria esperar, mas como não tinha jeito, reservei e fui almoçar. Voltei no horário marcado e iniciamos a visita. Lá também  não pode fotografar, só as áreas externas.

De novo, mais enamorada de Pablo Neruda…

O guia contou toda a história do poeta e Matilda (sua terceira e última esposa), da casa, dos objetos, dos cômodos, como era a rotina do poeta, o que foi alterado após sua morte, e parte da sua vida ligada e sofrendo consequências do regime militar… O legal é que o guia sempre deixava espaço para comentários e perguntas.

No detalhe da janela dá para ver o ‘P’ de Pablo e ‘M’ de Matilda…

Lindo, lindo, lindo. Visita mais que obrigatória! Impossível não se envolver…

E para fechar o dia, fui ao Parque Quinta Normal. Lá ficam diversos museus, lago com pedalinho, bom para ir com crianças.

Fiquei impressionada como todos estavam lotados! Fui durante a semana e quase no fim da tarde. No Museu Nacional passei rapidamente devido à grande quantidade de pessoas.

No dia seguinte me despedi do Chile, não com um ‘adeus’, mas com um ‘até logo, volto em breve’…

Considerações:

Amei, amei, amei demais!

Os lugares que fui são lindos! A cidade é maravilhosa, organizada, limpa, segura, as pessoas são atenciosas e educadas, os  motoristas respeitam o pedestre, o metrô funciona muito bem. Minha única crítica é a falta de sinalização nas saídas dos metrôs para os pontos turísticos, não vi nenhum…

Mais fotos > aqui.

Guia

Parque das esculturas – estação Pedro de Valdivia. Grátis.

La Chascona (fica ao lado do Cerro San Cristoban) – estação Baquedano . No horário que fui não houve cobrança de ingresso (e ainda ganhei 2 posters), mas ouvi o funcionário comentando que após certo horário cobram.

Parque Quinta Normal – estação Quinta normal. Museus de grátis.

Clima

Fui em julho para Santiago. As noites e madrugadas estavam bem geladas, mas nada que os casacos de inverno made in Brazil não resolvessem. Inclusive levei um mais leve e outro mais pesado, o primeiro usei durante o dia só com uma camiseta (quase todos os dias, entre o meio da manhã até o horário de almoço, andava só de camiseta, o solzinho estava bem bom), já o segundo segurava a onda com outra de lã durante as noites.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s