Missão Europa 2013 – O ponto de partida

_DSC0270

Férias já terminaram (buá buá) e é hora de escrever sobre a tããão sonhada viagem pro antigo continente…

Sei lá desde quando planejo esta viagem, desde (quase) sempre, acho… rs

Finalmente consegui botar a ‘mão na massa’ e o plano em ação, saiu do papel! hahaha

Com tantas restrinções, não dava pra fazer na louca e correr risco do desagrável bate volta.

A viagem começou a ser seriamente pensada quando voltei do Chile, tipo: ‘now or never’.

Roteiro foi: Barcelona / Madri / Lisboa / Barcelona

Voo da TAP (com conexão de algumas horas no Porto antes de chegar em Barna) teria sido ótimo se um ogro que ficou tirando cacota do nariz e sentado como se as 2 poltronas fosse dele, não tivesse sentado do meu lado… Mas enfim, no Porto algumas mocinhas estavam entregando mapa da cidade, e perguntei se havia algum local perto para visitar enquanto esperava o próximo voo, ela recomendou não arriscar, pois o metrô sai de 30 em 30 minutos para o centro e demora meia hora para chegar lá. Resolvi seguir seu conselho.

_DSC0273

PRODUÇÃO:

O começo foi fazer levantamento de gastos (passagens aéreas, hospedagem, alimentação, passeios e etc.), só poderia ir nas férias de janeiro, inverno do lado de lá da linha do Equador… Preços não tão altos quanto o verão, mas nada foi em conta.

Fiquei pesquisando direto no mês de agosto (nos sites de pesquisa ‘coletiva’ como Decolar, Kayak (que achei meio furada, porque tem preços super baixos, mas quando vai comprar, sai o triplo!), Edestinos e nos sites oficiais das empresas aéreas que pareciam mais baratas), vi que os preços estavam aumentando a cada dia, no começo de setembro decidi comprar as passagens Brasil-Europa e dos vôos internos.

Depois de 1001 simulações, a passagem mais barata era da KLM e Alitalia, tentei comprar pelo site das 2, mas deu erro (hello!!), então desencanei e acabei comprando TAP. Acho que fiz todos os tipos de combinação de datas e de onde era melhor sair e chegar…

Li vários blogs sobre os destinos (valeu Silvia, Patrícia, DriAlessandro – nossa, como li e reli estes blogs) e os vôos low cost, segui a dica de Ric Freire e decidi cotar nas empresas não low cost. Para não correr o risco de pagar excesso de bagagem que pudesse resultar no preço das tradicionais, acabei comprando nas empresas convencionais mesmo (TAP e Ibéria).

A hospedagem foi outro ‘drama’: pesquisar em blogs, sites de viagem, e nos sites da HI (para tentar dar outra chance depois de Santiago). Mas bati o martelo no Booking.com para as 3 hospedagens (Barcelona, Madri e Lisboa), porque numa viagem pra João Pessoa, a Decolar.com super deixou a desejar.

Muito interessante a ideia do AirBnb, mas sei lá, fiquei receosa por ser minha 1a viagem pras Zooropa… Na próxima viagem testarei…

Antes de chegar em Barna, fiz conexão no Porto (Portugal) e lá passei pela (temida) imigração. Não foi tranquila, ou eu não estava sussa. Entreguei passaporte, o senhorzinho perguntou o que iria fazer na Europa, qual o itinerário, se conhecia alguém lá, se era minha 1a vez na Zooropa. Daí ele comenta que o sistema estava devagar e faz mais perguntas: qual minha profissão, se eu dava aula de português (dãm), quanto dinheiro estava levando e finalmente carimbou meu passaporte. Sabe quando você tira uns 20 kg das costas? Então…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s