San Pedro de Atacama – Dia 7

Aaah, esqueci deste último post… =(

Antes tarde do que  nunca =)

Dia 7 Deixei Salar de Tara pro final, de tanto que li que era o melhor, devido à altitude, etc. e tal. Lógico que é lindo, mas não tirou minha preferência pelos Valles do passeio anterior :p Talvez pelo guia não ter sido Eduardo ou Gustavo, ou principalmente pelo fato de ter ficado com dor de cabeça, não sei se foi o soroche (afinal este é o passeio em que se chega mais alto, são 4.800 m), se foi a mudança brusca das temperaturas (quente dentro da van e frio fora), cansaço…

Enfim, não curti tanto, claro que ver aquelas ‘construções’ arquitetônicas rochosas tira o fôlego de qualquer um, é arrebatador, mas não ganhou meu ❤…

A primeira parada foi no Mirante Quepiaco com vários flamingos (aprendi que no Atacama existem 3 tipos… Só não lembro os nomes… rs), onde tomamos café da manhã (o que constava no programa era almoço…) com o visual fodástico.

_DSC0771 _DSC0776 No Salar propriamente dito, que é enorme, há algumas paradas, a van percorre vários km numa vibe rally do deserto… Um dos stop’s é o lugar e o momento pra aproveitar e fazer pipi atrás de alguma pedra… Pois não há nenhum baño durante todo o passeio…

_DSC0801 _DSC0806 O grupo foi fazer um hikking, preferi não ir e aproveitar para fotografar ao redor com calma. O motora me deixou numa trilhazinha em que fui descendo à pé e capturando imagens. Aí sim pude fazer tudo com calma, deu para aproveitar e curtir o lugar…

_DSC0808 _DSC0820 _DSC0879

Tour astronômico

Ele não acontece todas as noites, pois quando é lua cheia, a claridade impede de se ter uma boa visualização do céu.

Logo que cheguei no Atacama, na porta da agência Space estava escrito que os passeios só aconteceriam depois do dia 6/1. Até que na última noite da viagem, o pessoal do hostel conseguiu finalmente agendar o passeio.

No dia seguinte, enquanto esperava o transfer para o aeroporto, conversei com o dono do hostel e contei que não tinha curtido tanto o passeio, e foi então que descobri que existem vários para o mesmo objetivo!! Por isso minha expectativa em relação ao que amigos contaram e li em alguns sites, não foi o que eu esperava… 😦

O que estava contando era com o tour que um francês oferece, em que, num lugar fechado ele explica alguns assuntos; e em seguida, em local aberto, há alguns telescópios para as pessoas verem o que ele tinha dito.

No que eu fui, tinha o professor e sua assistente. Entramos num espaço tipo um iglu sem o teto, e a guria procurava as estrelas e constelações melhores posicionadas, apontava o equipamento e íamos um a um ver. Achei que faltou uma apresentação do local, dele e etc… Claro que ele deu as explicações sobre o que víamos, mas como estava esperando algo diferente…

No final há um lanche com comidinhas, café, chá e pisco. Este também é o momento para tirar fotos.

A partir de dezembro deste ano, o projeto AMA oferecerá excursões também, não será como estes astronômicos, mas para conhecer a infra estrutura do local, como os telescópios que emitem sinais para o espaço e afins.

Vou dizer a frase clichê, mas que é verdadeira, fazer o que?

Atacama, logo menos tô de volta!! =)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s