Arquivo da categoria: leitura

Tese > Koreeda

10878399_ori

Foram quase quatro anos para a conclusão da tese.

Praticamente três anos lendo, assistindo e escrevendo sobre assuntos que tivessem relação (direta ou não) com o doutorado, que teve como tema o longa-metragem Seguindo em frente, do muso japonês Hirokazu Koreeda.

Tive dias felizes, e outros em que, por diversos motivos, pensei em desistir, achei que não daria conta. Loucura fazer doutorado e trabalhar, mas era o que tinha.

E ufa! Defendi o trabalho e fui aprovada  no dia 01/12/2016, uma quinta-feira ensolarada! Sim, oficialmente doutora.

Acho que até agora a ficha não caiu direito…

Fica a sensação de dever cumprido?

Em partes, porque a gente sempre quer e acha que poderia ter feito mais e melhor.

Mas fico com a sensação de dever cumprido para com o filme e o diretor. Fiz o meu melhor dentro das possibilidades e sempre com muito respeito por ambos, como se estivesse mesmo mexendo em “solo” sagrado.

Em breve pode ser que me despeça dos personagens e espaços cenográficos que permitiram que a pesquisa e o texto fossem desenvolvidos, e que tanto me ensinaram. Porém, de Koreeda não largo mais! rs

Tanta coisa ainda para explorar nos seus filmes…

 

44876414

Anúncios

Doutorado & cinema

Sim, sou doutoranda (postado com meses de atraso… hahaha)! Yay!

A tese é sobre cinema, claro…

No mestrado coloquei só um pezinho no Japão, com projeto sobre o filme Encontros e desencontros, dirigido por Sofia Coppola. E agora resolvi fazer imersão total no país que fica do outro lado do mundo.

544219_609499575744510_416908520_n

Pesquisando sobre um dos diretores sobre os quais falarei (Kore-eda), encontrei este questionamento do pesquisador Jean Mitry: “Por que é que a vida parece tão triste depois que deixamos o cinema?”

Acho que todo mundo, ou grande parte das pessoas  se questiona sobre isso assim que as luzes do cinema acendem…